Home Introdução Curriculum A Clínica Novidades Perguntas e respostas Custos
Unidade Paulista
Rua Teixeira da Silva, 34 Conj.64
Paraíso - São Paulo - SP

Central de Atendimento
(11) 3022-2227

PLÁSTICA DAS MAMAS( Mastoplastia)... uma escolha pessoal

través dos tempos, a mama feminina sempre foi motivo de interesse. Isso não é surpresa, uma vez que a mama da mulher tem sido o símbolo de feminilidade, maternidade e sexualidade. Antes, ocultas em lingeries de rendinhas, agora as mamas são exibidas em desfiles no mundo da moda, em concursos, nas praias e meios de comunicação.

Nossa cultura estabeleceu um determinado tipo de padrão estético com relação ao tamanho e à forma das mamas e dá tanta importância a isso que as mulheres que não estiverem dentro desse padrão poderão apresentar comprometimentos da auto-estima e crises de identidade. Sejam as mamas muito pequenas ou muito grandes, caídas ou malformadas, a cirurgia estética pode ajudar bastante a corrigir a deformidade, devolvendo às mamas um formato bonito e natural.

ANATOMIA DAS MAMAS...para melhor entendimento

A mama é formada de tecido gorduroso, glândulas mamárias ( tecido mamário ) e tecido conectivo fibroso. Seu volume e forma dependem de vários fatores: quantidade de cada um dos diferentes tipos de tecido: herança genética; idade; elasticidade da pele; número de gestações.

TIPOS DE ANOMALIAS DAS MAMAS

Agenesia: é a ausência completa de tecido mamário. A correção é feita com o uso de retalhos ou implante de silicone.

Hipoplasia: as mamas são pequenas, com insuficiente tecido mamário, podendo ocorrer junto com ptose ( queda das mamas ). A correção pode ser feita com retalhos ou implantes.

Atrofia: enrugamento da pele da mama após perda de peso ou gestações múltiplas; pode estar associada com ptose. Pode ser corrigida com a mastopexia ( levantamento das mamas ), associando-se ou não o uso de implantes.

Ptose: queda acentuada das mamas, com o mamilo abaixo do sulco inframamário. A correção é feita com a mastopexia.

Assimetria: é a diferença na forma e no volume das mamas, dando-lhes um aspecto desagradável. Podemos diminuir a mama maior ou aumentar a menor, com uso de implantes, deixando as mamas com forma e volume iguais.

Hipertrofia: as mamas são grandes e pesadas e geralmente apresentam ptose ( queda das mamas ). A redução cirúrgica das mama é a indicação para esse caso, podendo-se associar a lipoaspiração.

AVALIAÇÃO...para se ter uma idéia mais clara

O exame atento do formato das mamas permite avaliar os diferentes fatores que irão determinar a escolha da técnica ou procedimento cirúrgico mais adequado. Entre eles pode-se citar a quantidade de tecido glandular e tecido adiposo; número de gestações; presença de assimetria; peso, altura e estrutura corporal do paciente; volume da musculatura peitoral; preferência da paciente; herança genética;proporção entre mamas e demais estruturas do corpo; grupo étnico e quantidade de pele, entre outros.

PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS...para aumentar, para diminuir, para levantar

AUMENTO DAS MAMAS ( inclusão de prótese de silicone )

O aumento das mamas consiste normalmente na inserção de um implante de silicone acima da musculatura peitoral ou por trás da mesma, tendo em vista o aumento ou melhora do formato da mama.

Há vários tipos de implantes mamários e todos são feitos com uma bolsa de silicone, preenchida com silicone em forma de gel.

As paredes da bolsa são de silicone mas não na forma de gel. O silicone é um material biocompatível com os tecidos humanos. Ele é usado na fabricação de implantes para articulações, marca-passos, válvulas cardíacas, lubrificantes e alguns medicamentos. A bolsa pode ser redonda ou oval, assemelhando-se à forma natural da mama. O silicone é atualmente o material mais seguro utilizado na confecção de próteses e há provas de que o mesmo não apresenta potencial cancerígeno.


 



Há também próteses infláveis que são preenchidas com solução salina. Em caso de rompimento, fato extremamente raro, a solução é absorvida pelo organismo uma vez que ela apresenta composição bastante semelhante aos líquidos do corpo.

Alguns tipos de implante como o de óleo de soja ainda não foram aprovados pelo FDA, órgão que controla os produtos destinados ao uso médico nos Estados Unidos.

Incisões cirúrgicas e posição das próteses

Há três tipos convencionais de incisões por onde podem ser inseridas as próteses. Na incisão periareolar a cicatriz resultante pode ser visível em algumas pacientes. Há ainda maior risco de diminuição de sensibilidade do complexo aréolo-mamilar e maior possibilidade de complicações, principalmente maior sangramento, e ocorrências de infecções por secção de dutos mamários. Quando a aréola é pequena, esta via é contraindicada.

Na incisão axilar a colocação da prótese é mais difícil, exigindo o uso de endoscopia para melhor visualização das estruturas. Ocorre aumento do risco de hemorragias e de posicionamento assimétrico das próteses, além da possibilidade de infecções, por ser a axila uma região potencialmente contaminada. Tem sido relatados casos de diminuição de sensibilidade da face interna dos braços com essa técnica.

Na incisão inframamária em que a incisão fica disfarçada no sulco existente abaixo das mamas os riscos de hemorragia e diminuição de sensibilidade da aréola e mamilo são mínimos, bem como a possibilidade de infecções. É a via de acesso aceita por 90% dos cirurgiões plásticos em virtude de suas vantagens.

Feita a incisão, com o auxílio de instrumentos adequados é preparado um espaço ou loja para receber o implante, que é colocado sob a glândula mamária, sem interferir na mesma , ou colocado sob a musculatura peitoral. A cirurgia dura em média 1 hora, podendo ser feita com anestesia local e sedação ou anestesia geral. O período de recuperação é de 5 dias.

A colocação sob a glândula mamária é a mais aceita, permitindo um formato mais natural das mamas, sendo necessária a presença de razoável quantidade de tecido mamário. A colocação submuscular é reservada para os casos em que o tecido mamário é mínimo, havendo necessidade de maior proteção da prótese. Colocada sob o músculo, a prótese tende a se deslocar, geralmente para cima, devido à contração repetida da musculatura peitoral, conferindo um aspecto artificial às mamas.

A colocação da prótese em nada interfere na lactação em caso de gravidez.

LEVANTAMENTO OU REPOSICIONAMENTO DAS MAMAS ( mastopexia )

Este procedimento cirúrgico consite em reduzir ou corrigir a ptose (queda das mamas), causada pela flacidez da pele. Esta cirurgia pode ser realizada em conjunto com o aumento das mamas, nos casos em que a queda se deve à grande perda de tecido mamário. A mastopexia devolve às mamas a forma e a firmeza apresentadas anteriormente.


Antes

Depois


A técnica a ser utilizada depende da quantidade de tecido gorduroso, glandular e da pele presentes, além do tamanho das aréolas e da simetria das mamas. Dependendo da técnica escolhida, a cicatriz resultante pode ter a forma de um T invertido, um círculo ao redor da aréola ou uma cicatriz vertical abaixo da aréola. A cicatriz diminui gradativamente e ao cabo de 1 ano torna-se quase imperceptível. A cirurgia pode ser feita com anestesia local e sedação ou anestesia geral, durando cerca de 2 horas. A recuperação ocorre em cerca de 10 dias.

REDUÇÃO DAS MAMAS

O aumento das mamas é denominado de hipertrofia mamária, condição em que as mamas são muito grandes, pesadas e desproporcionais ao corpo das pacientes. A redução das mamas é útil no sentido de aliviar o desconforto físico e psicológico de suas portadoras.

Em casos mais acentuados de hipertrofia podem ocorrer alterações de sensibilidade dos membros superiores causadas pela pressão das alças do sutiã sobre a inervação braquial.

A cirurgia reposiciona o mamilo e aréola e permite devolver à mama a forma, tamanho e firmeza normais. A quantidade de tecido mamário e pele em excesso é que vai determinar o tipo de incisão. Normalmente após 1 ano a cicatriz dificilmente é visível. A redução mamária é feita com anestesia geral e pode durar 3 horas. O tempo de recuperação é de 10 a 15 dias.


Antes

Depois

 

© Copyright 2006 - Plastibel | todos os direitos reservados - Design by Spellcaster